Home » Notícias » Reunião sobre quantidade e fins da cana-de-açúcar no Estado de São Paulo

Reunião sobre quantidade e fins da cana-de-açúcar no Estado de São Paulo

No dia 09 de agosto passado realizou no escritório da Superintendência Regional da CONAB em São Paulo, capital, uma reunião para comparar e discutir os dados estatísticos do plantio e colheita da cana-de-açúcar e seus fins no Estado de São Paulo.

Estiveram presentes representantes de instituições responsáveis pelos dados estatísticos de previsões e estimativas de safras do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística que é uma entidade da administração pública federal, vinculada ao Ministério da Economia,  com a presença do Profº Drº Nicolau T. Arcaro coordenador dessa reunião;  técnicos do IEA – Instituto de Economia Agrícola,  braço econômico da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios – APTA da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo;  da CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento, da Fundação SEADE – Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados, vinculada à Secretaria de Governo  que é um centro de referência nacional na produção e disseminação de análises e estatísticas socioeconômicas e demográficas; da ÚNICA – União da Indústria de Cana-de-Açúcar, que mantém dados estatísticas sobre o plantio e a colheita da cana-de-açúcar;  do IBRAC – Instituto Brasileiro da Cachaça e do Site da Cachaça.

O objetivo foi encontrar um denominador comum entre os dados estatísticos dessas instituições, para chegar a um resultado mais próximo da realidade de campo quanto ao plantio e a colheita da cana-de açúcar no Estado de São Paulo,  maior produtor dessa cultura. Esses dados estatísticos fazem parte dos números que geram o PIB Nacional.

Estiveram presentes:

CONAB: Alessandra Santos, Cláudio L. Avila, Elias Tadeu de Oliveira, Gilberto de Souza, José Fulgêncio, Karina Mubarack, M. Lais T.Q. Aguiar, Meriane Favaro,  Nestor A. Alves Jr, Rosana M. V. Cayres e Vitor Traba;

FUNDAÇÃO SEADE: M. Rosa Boqin

IBGE: Bianca Schmid, Luiz E.T. Rodrigues e Marizete Belloti e Nicolau T. Arcaro;

IEA: Carlos Busva, Felipe P. Camargo, Katia Nachiluk e Vagner A. Martins;

ÚNICA: Guilherme Belon.

Como também, representantes  do IBRAC,  Roberto  Tadeu D. Espoli e do SITE DA CACHAÇA,  Maria das Graças de Souza.

Proteção de pragas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*