Home » Notícias » Exportação de Cachaça em 2017

Exportação de Cachaça em 2017

           As exportações de cachaças em 2017 resultaram num faturamento de 15.808.210 (US$), com aumento 11,34% em comparação ao ano de 2016. As informações são do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), publicado no Agrostat- Estatísticas de Comércio Exterior do Agronegócio Brasileiro.

Apesar do aumento alcançado em 2017, a recuperação segue lenta, comparando-se aos resultados dos anos de 2013 e 2014, quando alcançaram 18.335.792 e 16.598.768(US$) respectivamente.

A cachaça e o mercado externo

 

Estados Unidos foi o maior comprador em 2017 com 2.795.977 (US$), seguido pela Alemanha com 2.757.328 US$, que nos últimos anos era a primeira colocada.

Destaca-se o Paraguai que alcançou a 3ª colocação no ranking com 1.937.735 (US$).

Os dez países com valores mais altos representam 61,30% do montante das exportações de cachaça no ano de 2017. Isso mostra que no mercado mundial existem muitos países a serem atendidos, entre eles, destaque para a Austrália, grande apreciador de cachaça, que apesar de ser potencial comprador, ainda não foi “descoberto” pelos exportadores.

Os países vizinhos importaram 3.727.874 (US$), que representa um percentual de 23,58 % do total das exportações nesse ano de 2017.

De acordo com a ONU (Organização Nações Unidas), o mundo tem 193 países, não considerando o Vaticano e Taiwan que não é reconhecida sua independência pela China, destes 58 são importadores de cachaça.

 

A cachaça e seus Estados exportadores

O Estado de São Paulo atingiu 50,41% das exportações de cachaça no ano que passou. Aumentou sua participação em 36,49% comparados ao ano de 2016.

Os cinco maiores exportadores (São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Paraná e Ceará) somam 14.109.700 (US$) e representam 89,26% das exportações brasileira de cachaça.

Minas Gerais que estava na segunda colocação das exportações em 2016, com o valor de 1.901.720 US$, passou para a sexta colocação com o montante de 865.073 US$, em 2017.

 

Vale lembrar que as exportações de cachaças não são qualificadas ou diferenciadas entre cachaça artesanal e cachaça de coluna (industrial). Por isso, os números apresentados não representam uma realidade para a cachaça artesanal. Reafirmo que há a necessidade de fazer diferenciar as qualidades da cachaça artesanal. E isso se faz com marketing, onde se define objetivo, as estratégias e principalmente resultados à alcançar. Há a necessidade de valorização das cachaças artesanais, isso por quê quando falamos em artesanal, trata-se de um dos mais atrativos argumentos de venda no Brasil e no mundo.

Quando diferenciamos a cachaça artesanal da cachaça de coluna não estamos dizendo que uma é melhor que a outra, ambas são bebidas brasileiras, e excepcionais. Há mercado para todos, e mercado promissor.

O grande marketing da cachaça artesanal é ela própria, então por que não fazer uso desse diferencial, dessa grande qualificação?

Não se trata de uma disputa entre as formas de produção, e sim de valorização para fortalecer o setor, usando o potencial de cada uma delas.

 

Por Maria das Graças de Souza

Diretora de Comunicação

Tel. (11) 3564-2276/ (11) 9 7602-2276

Email: gracasouza@sitedacachaca.com.br

6 comentários

  1. Olá! Como um apaixonado pelas cachaças de alambique, produzidas de forma artesanal, estarei inaugurando em Março/18 uma loja virtual só para divulgação e venda direta aos consumidores desta amada bebida. Assim, vou ter o site e tambem um blog para divulgar materias a respeito etc. Entao gostaria de saber se é possivel compartilhar materias etc das suas fontes e como poderia ser. Nao tenho muita espertize no assunto e por isso como vou ter esse canal Blog vinculado ao meu site de vendas queria essa parceria se possivel das materias publicas.
    Nome minha empresa Canha Brasil Cachaçaria Ltda. Aqui do Pr.

  2. Flakell Bueno Bento

    Olá, boa tarde.

    Eu gostaria de saber quais são as cachaças que são exportadas… poderia me ajudar? estou fazendo um trabalho de exportação de cachaça para Portugal. Todas essas exportam para Portugal ? ou só algumas? Se puderem me ajudar ficarei muito feliz

    Abraço.

    Grato.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*