Home » Brasilidades » Cachaça…. é para descontrair….

Cachaça…. é para descontrair….

Cachaça e gargalhada andam juntas.

 

 Ao meio

Uma professora enérgica pergunta ao aluno, que já é retardatário nos estudos:

– Muito bem, de novo atrasado?

Ele responde: – Estava estudando matemática.

– Ah… você gosta de matemática? Então me responda:

Quanto é 51 dividido por 2?

Ele sabiamente responde:

Simples professora, cada um fica com ½ litro.

E… vamos apreciar!!!

 

Fila de espera.

O sujeito estava no bar tomando umas e outras, quando um funeral chamou a sua atenção. Atrás do carro fúnebre seguia um homem com o seu cachorro e, atrás dele, uma fila indiana com umas mil pessoas.

Curioso, ele aproximou-se do homem com o cachorro e comentou:

– Com tanta gente, a pessoa que morreu devia ser muito famosa…

– Era a minha sogra!

– Puxa! Meus sentimentos! Ela morreu de quê?

– Foi mordida por este cachorro!

Depois de alguns minutos de silêncio, o homem que estava no bar cria coragem:

– O senhor pode me emprestar o seu cachorro, por um momento?

– Claro! Entre na fila!

 

Sem anestesia.

O bêbado passa em frente a um templo e escuta o maior barulho, era gente chorando, gritando, berrando, desmaiando, estremecendo. E pergunta ao irmão que está na porta:

– Que é que está acontecendo ai dentro?

– Jesus está operando, irmão! Disse o atendente da porta.

E o bêbado:

– Esse cara não usa anestesia não?

 

Conversa de políticos.

Numa noite escura, voltando de uma carreata pelo interior, um dos ônibus, lotado de políticos sai da pista, capota duas vezes e cai numa ribanceira.

Um fazendeiro ao se deparar com aquela terrível visão, rapidamente começa a cavar um buraco, onde enterra os corpos.

Alguns dias depois, um investigador bate a sua porta e faz várias perguntas sobre o acidente.

– E onde estão os políticos?

– Eu os enterrei  naquela cova,  ali.

– Mas estavam todos mortos? – espanta-se o policial.

– Bem… alguns diziam que não… mas o senhor sabe como os políticos são mentirosos!!!

 

 

Da praia pra lavanderia

O casal, na praia, vê passar uma bela morena com um biquini asa delta, muito pequenino.

Como viu o marido contemplar a morena, a mulher olha e diz:

Amor … você compra um biquini igual para mim?

Ele maliciosamente responde:

Esse biquíni não fica bem em teu corpo grande, que mais parece uma máquina de lavar roupas.

Ela fica triste e se cala.

Em casa, à noite, ele todo assanhado diz:

Querida,  vamos fazer amor!

Ela olha e vitoriosa responde:

Querido,  não vale a pena ligar a máquina para lavar uma peça tão pequena. Lava na mão mesmo.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*